Terror Empire revelam nova música “You’ll Never See Us Coming”

Os thrashers conimbricenses Terror Empire acabam de desvendar mais uma música do próximo álbum “Obscurity Rising”. Com o título “You’ll Never See Us Coming”, é a música que abre o álbum logo após a música de introdução. Trata-se do terceiro tema a ser lançado, depois de “Burn the Flags” e “Times of War”.

“As letras falam de uma rebelião massiva, um golpe com total surpresa”, afirma Rui Alexandre, letrista do tema. “Quando as coisas ficam estagnadas, há a tendência para que quem está no controlo pense que tudo ficará assim para sempre. Mas se continuares a premir os botões errados naqueles que tentas controlar, prepara-te para o pior. Esta música é acerca disso. Imagina uma aldeia em chamas, um permanente estado alerta e um caos sem fim”.

Ficando um pouco abaixo dos três minutos e vinte, “You’ll Never See Us Coming” deverá ser a música de abertura dos próximos concertos da banda, o que inclui a atuação deste sábado no VOA Fest, um dos maiores festivais portugueses.

Gravado nos Golden Jack Studios em Coimbra, “Obscurity Rising” foi gravado, misturado e masterizado por João Dourado, baterista da banda. O álbum será lançado a 23 de setembro pela Mosher Records, e as pré-encomendas já decorrem em www.mosherrecords.com, incluindo uma palheta de guitarra, um poster da banda e um pin.

O agenciamento da banda está a cargo da Move Up, através de  info@moveup.pt.

Alinhamento:

01. Obscurity Rising
02. You’ll Never See Us Coming
03. Burn the Flags
04. Times of War
05. Meaning In Darkness
06. Holy Greed
07. Lust
08. Death Wish
09. Feast of the Wretched
10. Soldiers of Nothing
11. New Dictators

FacebookInstagramYouTubeMosher Records


Nota: Este vosso escriba faz parte da banda referenciada no artigo, mas considera que não há qualquer conflito de interesse na divulgação do seu trabalho, dado não haver qualquer tratamento preferencial – mal seria. Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. Mais cedo ou mais tarde, isto iria acontecer. Obrigado pela compreensão.

Comentários