Os Ventos da Mudança

Modificação, alteração, transformação, transmutação, transfiguração – são os sinónimos de “mudança” que eu fui pesquisar para parecer extremamente intelectual. Agora que vos deslumbrei de rajada com a minha escrita de qualidade soberba, aproveito para dar uma de Capitão Óbvio ao anunciar que este artigo é sobre aquela coisa que melindra imenso os fãs mais hardcore de qualquer género musical – a evolução.

Globalmente falando, a mente de um artista está em mutação constante. Esta evolução musical – parcialmente semelhante à evolução das espécies por selecção natural –  não é necessariamente boa nem má, mas antes um subproduto do ambiente que rodeia o projecto, ou seja, um esforço de adaptação face a certas pressões. Seja pela vontade de tocar outras coisas ou pelo desejo de alcançar mais público (ou até ambos em simultâneo), a sonoridade da maioria dos artistas altera-se inevitavelmente. Obviamente, nada disto se aplica a certos baluartes incomparáveis da estagnação cultural, como o pimba, o kizomba, ou as quatrocentas e cinquenta mil cópias foleiras de Marduk e D.R.I. que andam por esse mundo fora.

Read moreOs Ventos da Mudança

Salão dos Heróis II: Mais Sugestões e Outros Assuntos

Inicio a escrita deste artigo com um pedido de desculpas oficial: peço desculpa pela arrogância e prepotência que exibi nas minhas crónicas anteriores. Foi rude, desrespeitoso, e ofendeu os sentimentos de muita gente, e ninguém se importa mais com sentimentos alheios do que eu. Aproveito também para referir o quão sinceramente espero que ninguém tenha pensado que estou a falar a sério, porque não estou – deixem lá de ser parvos e não se ofendam com tudo, ou então ofendam-se e amuem, fica bem para a vossa idade.

(…) decidi, mais uma vez, refrescar esta série de crónicas ao escrever sobre o que merece ser falado – boa música.

É factual que demorei um pouco a escrever esta nova crónica. Para as duas ou três pessoas que devem ter reparado nisso, justifico-me primeiramente com o facto de não ter a vossa vida, e em segundo com o facto de estar a preparar algo que envolve a participação de mais pessoas, logicamente demorando mais tempo. No entanto, tentarei ser mais consistente de futuro. Considerando que os meus testamentos sobre as parvoíces que conspurcam a cena já enfiaram muitas carapuças, e a partir do momento em que eu próprio creio que estou a ficar repetitivo (qualquer dia viro trve), decidi, mais uma vez, refrescar esta série de crónicas ao escrever sobre o que merece ser falado – boa música. Este é o Salão dos Heróis II, desta vez dedicado exclusivamente a bandas no activo. Os links para as páginas das bandas estão acessíveis clicando nos títulos, logo considerem-se convidados a investigar estes projectos, e, acima de tudo, espero que gostem!

Read moreSalão dos Heróis II: Mais Sugestões e Outros Assuntos