Os Brujeria tocam este domingo em Lisboa, no RCA Club, e na segunda-feira no Porto, no HardClub (com Grog e Dementia 13 – bilhetes aqui ou à porta). Aproveitámos a ocasião para falar com o lendário Juan Brujo, fundador e vocalista da banda mexicana, que este ano regressou com álbum novo. Fica com a entrevista exclusiva da tua MOSHER TV!

Demoraram 16 anos a lançarem um novo álbum, e em boa hora o fizeram! Quão difícil é sincronizar tantas pessoas (e tão diferentes) para modo de gravação e composição?

Os músicos de Brujeria tocam noutra banda muito ativa, pelo que levámos mais tempo a compor este álbum. Não tivemos inspiração durante anos, mas o Donald Trump conseguiu enraivecer-nos de tal forma que nos inspirou a escrever as músicas mais brutais até à data. Estamos muito felizes que por, finalmente e ao fim de 16 anos, lançarmos um álbum que os nossos fãs irão adorar. “Pocho Aztlan” é cru, brutal e mesmo direto. Não há cá baladas!

O conceito por trás do termo “Pocho Aztlan” para nome de álbum é bastante fixe. É a terra prometida dos aztecas para os mexicanos indesejados, por terem nascido nos Estados Unidos, certo? A ligação México-Estados Unidos continua a ser um grande mote para as letras de Brujeria… como comparas as letras de 2016 com as que escreviam dantes?

Este álbum aborda mais os mexicanos a lutarem para sobreviver nos Estados Unidos, e como não são aceites nem nesse país nem no México. Esse é um “pocho”, um homem sem terra. As letras de Brujeria são sempre as mesmas; algum satanismo, algumas drogas, alguma festa e alguma controvérsia. Os nossos fãs realmente adoram-nas e identificam-se também com as histórias que contamos.

BRUJERIA MOSHER TV

O Trump venceu as eleições. Será que isto significa que não teremos de esperar mais 16 anos por outro álbum de Brujeria? A raiva deve estar em altos níveis, da vossa parte…

Esse milionário racista pôs a nossa chama a queimar bem alto. Ele deu-nos uma razão para tornar os Brujeria maiores que nunca. A nossa popularidade nunca foi tão alta, os nossos concertos estão sempre cheios e as críticas ao novo álbum estão brutais. Além disso, estamos em digressão sem parar, bem mais que antes e, sim, também vendemos imensas t-shirts! Durante a última digressão nos Estados Unidos, tirámos alguns dias de folga e decidimos escrever um par de músicas novas. Iremos lançar alguns singles novos para manter os fãs felizes. Não os faremos esperar mais 16 anos; iremos dar-lhes uma dose de Brujeria mais frequente, para que não morram por falta de brujerismo!

brujeria-grog-dementia-13-portugal-hell-xis

O que podem os fãs portugueses esperar deste par de concertos? Há muito que não tocam em Portugal!

Podem esperar o espetáculo mais louco e a festa das suas vidas! Não apenas tocamos, festejamos como se não houvesse amanhã! A banda está a tocar melhor que nunca e não podemos esperar para visitar Portugal e fazer a festa com os nossos fãs. Temos conhecimento que as drogas são legais aí, certo? Talvez seja boa ideia irmos morar para o vosso país!


Agradecimento especial ao Unai Garcia Fernandez e à Hell Xis.

Comentários

Divulgamos o melhor que a música extrema tem para oferecer, pela divulgação de trabalhos e eventos, reportagens, entrevistas, etc. LIGHTS - CAMERA - MOSH!